Laser Díodo

Depilação a Laser Diodo

Veja-se livre de pelos indesejados e inestéticos de vez!

Já ouviu falar do Laser Díodo? Das especificidades desta luz no processo depilatório?

Que vantagens apresenta?

Continue a ler e descubra!

Características do Laser Díodo

 

Este tipo de laser tem 3 comprimentos de onda (755/808/1064 nm), sendo capaz de penetrar na pele a um nível mais profundo, chegando assim à raiz do pelo, que se situa nos folículos capilares, sem destruir a melanina da pele.

A energia transmitida por este tipo de laser destrói permanentemente as células germinativas, que deste modo não voltam a reproduzir-se.

Para além de tudo isto, o díodo contem um sistema de refrigeração que tem como função proteger a epiderme durante o tratamento.

Este tipo de laser é indicado para todos os tipos de pele (fotótipos I-II-III-IV-V-VI)

Indicações de tratamento

 

A depilação com laser díodo implica a frequência em média de 10 sessões, dependendo de vários factores, nomeadamente zona do corpo, tipo de pele, cor, quantidade , densidade do pelo, alterações hormonais, medicamentos que possa tomar, etc…

Tratamento indolor

Graças à possibilidade da refrigeração da área a ser depilada, que protege pelo frio a pele, este tratamento depilatório não é doloroso.

Quando o laser é disparado a sensação é semelhante a da remoção do pêlo com uma pinça.

A grande maioria das pessoas que já recorreu a este tipo de sessões, qualificam-nas de pouco ou nada dolorosas.

É um método sem dor e com bons resultados.

Cuidados antes e após cada sessão de Laser Díodo

Um mês antes de cada sessão de laser díodo, é importante que não use a pinça, cera ou qualquer outro método depilatório que arranque o pêlo pela raiz.

É aconselhável optar por um método que apenas corte o pelo, como a lâmina ou o creme depilatório.

Evitar o contacto com o sol nas 24 horas antes e após o tratamento, após este período poderá ir à praia ou fazer solário.

Benefícios da depilação a Laser Díodo

 

São variados os benefícios da depilação a laser díodo, mas talvez o mais significativo esteja relacionado com o comprimento de onda deste laser, que é maior que os restantes usados neste género de depilação, o díodo permite obter melhores resultados até em pessoas com pele mais escura.

A profundidade 755nm representa a emissão de energia mais potente, que é absorvida pelo cromóforo da melanina.

É ideal para tratar peles de tipo I e II, assim como pelo fino e pouco denso.

O comprimento de onda mais extenso (808nm) adequa-se a tratar os folículos mais profundos e com menor absorção por parte da melanina.

É mais seguro para eliminação de pelo em peles mais escuras.

O comprimento de onda de 1064nm funciona como se de uma emissão de infravermelhos se tratasse.

Possui um elevado poder de absorção de água e foi especialmente concebido para eliminar pelo nos tipos de pele mais escuros / negros, incluindo peles bronzeadas.

Além disso, o procedimento protege a pele através do seu resfriamento, atingindo apenas a raiz do pêlo e não a melanina da pele, o que anula o aparecimento de manchas.

Recomendações

 

Se está a pensar optar por depilação a laser, procure um médico que a possa aconselhar e um profissional do ramo da estética certificado para o efeito, de modo a que não corra riscos desnecessários.

Peça a estes profissionais que avaliem a sua situação pessoal e escolham, em conjunto, o método que é mais vantajoso para as suas características. Se a opção for o laser díodo certamente encontrará bons resultados.

Nem todos os lasers de depilação são iguais

Depende de dois factores técnicos muito importantes: que o laser disponha de um comprimento de onda ideal e efectivo e de um sistema de arrefecimento que proteja a pele.

A comunidade científica internacional valoriza o laser de díodo como o melhor laser para a depilação por diferentes motivos:

Resultados permanentes em poucas sessões;

Menor risco de efeitos secundários devido ao seu sistema de arrefecimento único;

Uma sessão mensal.

Clique aqui para mais informações